sexta-feira, 9 de setembro de 2011

SESC Ariús

Programação para II MOSTRA DE DANÇAS na VIII Mostra Sesc Ariús de Teatro de Rua que será realizada nos dias 09,10 e 11 de Setembro na PRAÇA DA BANDEIRA.




DIA 9- SEXTA:


-18H30- Espetáculo HIP HOP | Grupo de Dança Let's Go- Campina Grande(PB)
-18h - Espetáculo TEMPORAL | Grupo de Dança Enigma - Boqueirão (PB)
-19h - Espetáculo BALADI, DO MODERNO AO POPULAR | Companhia de Dança Maktub - Campina Grande (PB)
-19h30 - Espetáculo DANÇA POPULAR | Grupo de Dança Caetés - Campina Grande (PB)

______________________________________


Dia 10- Sábado


17h30 - Espetáculo ALQUIMIA | Cia de Danças Caravana - Campina Grande (PB)

18h - Espetáculo NO MUNDO DE ALICE, TUDO DANÇA! | Studio de Dança Fernanda Barreto - Campina Grande (PB)

18h30 - Espetáculo DO ORIENTE AO OCIDENTE  | Núcleo de Dança Passo a Passo - Campina Grande (PB)

19h - Espetáculo HIP HOP | Guerreiros do Ritmo - Campina Grande (PB)

19h30 - Espetáculo DANÇA POPULAR | Grupo Tropeiros da Borborema - Campina Grande (PB)


     ________________________________________________


DIA 11 - DOMINGO

16h – Espetáculo TEÇUBÁ | Terra Brasilis Companhia de Dança - Campina Grande (PB)

16h30 – Espetáculo HIP HOP | Grupo SoulBrazil - Campina Grande (PB)

17h – Espetáculo FOR LIFE | Ballet UEPB Casa Brasil - Campina Grande (PB)

17h30 – Espetáculo DANÇA POPULAR | Grupo de Dança Raízes  Campina Grande (PB)

18h – Espetáculo 3 PONTOS | Contexto Cia de Dança - João Pessoa (PB)


        __________________________________________________



FIQUEM POR DENTRO DAS OUTRAS ATIVIDADES NA ÁREA DE DANÇA DURANTE A VIII MOSTRA SESC ARIÚS DE TEATRO DE RUA

- Fórum de Dança 
17 de Setembro a partir das 14h no Sesc Centro

- Oficina de Dança Popular
09 de Setembro (das 18h às 22h)
10 de Setembro (das 14h às 18h)
11 de Setembro (das 09h às 12h e das 14h às 17h)

- Oficina de Dança Contemporânea 
12 a 16 de Setembro (das 14h às 17h)

Inscrições para cada oficina: 2kg de alimento não perecível.

sábado, 20 de agosto de 2011

Oficina Cena 11


O GRUPO CENA 11 desenvolve uma técnica particular e instaura projetos de pesquisa e formação, sempre com o propósito de confluir teoria e prática no entendimento de dança. A Cia. está sediada em Florianópolis e é patrocinada pela Petrobras.
O que torna o Grupo Cena 11 Cia. De Dança uma referência importante no cenário da dança contemporânea no Brasil, são sólidas características que têm como princípio: conceitos éticos e estéticos sobre o corpo e o ambiente onde este corpo está inserido, produção unida à pesquisa artística, dança e tecnologia, e, mais recentemente, o intercâmbio de estudo e prática com outros grupos de arte e dança.
















Conheça um dos trabalhos do Grupo:

domingo, 31 de julho de 2011

Oficina: Formação Técnica do Corpo na perspectiva Contemporânea

  A Quasar Cia de Dança é uma das mais renomadas companhias brasileiras de dança contemporânea. Fundada em 1988 por Vera Bicalho eHenrique Rodovalho, a Quasar tem suas origens no Grupo Energia, formado em Goiânia,Goiás, no início dos anos 80.
  O processo de criação de um estilo próprio da Cia veio com o espetáculo Versus (1994), apresentado na Alemanha (Internationales Sommer Theater Festival, em Hamburgo). A companhia goiana despertava interesse no exterior, antes mesmo de se tornar conhecida no Brasil. Nesse mesmo ano, o grupo se instalou em um galpão na Universidade Federal de Goiás.
  O reconhecimento no Brasil iniciou-se com o irreverente espetáculo Registro (1997), durante o Prêmio Mambembe, quando o Ministério da Cultura, através da Funarte (Fundação de Apoio à Arte), concedeu cinco premiações à Quasar: melhor do ano nas categorias grupo, espetáculo, coreógrafo, bailarino revelação e bailarina revelação.

OFICINA: FORMAÇÃO TÉCNICA DO CORPO NA PERSPECTIVA CONTEMPORÂNEA,
MINISTRANTE: JOÃO PAULO GROSS























ESPETÁCULO CÉU NA BOCA


quarta-feira, 27 de julho de 2011

Oficina de Clássico- Festival de Inverno- CG

A oficina de Ballet Clássico, de nível intermediário, foi ministrada pelo curitibano Wanderley Lopes, que foi o primeiro bailarino do Balé Teatro Guairá, trabalhou com os maiores expoentes da dança nacional e internacional como Débora Coker, Ana Botafogo, Raymond Franchetti, coreógrafo da Ginastas Daiane dos Santos, Jade Barbosa entre outros, Licenciatura e Bacharelato em Dança. A oficina aconteceram nos dias entre os dias 24 e 27, a partir das 15h, no espaço de dança do Teatro Municipal.






sábado, 23 de julho de 2011

XXVI Festival de Inverno- CG




   O 36º Festival de Inverno de Campina Grande, que acontece de 22 a 31 de julho com espetáculos de teatro, dança e música, divulgou na quinta-feira (14) a programação das mostras de teatro e dança, com produções locais e nacionais.


As inscrições para as oficinas, palestras e mesas redondas já estão acontecendo no Centro Cultural e seguem até o dia 19. A partir do dia 20, a organização do Festival de Inverno estará atendendo no Teatro Severino Cabral.


Ingressos
Todos os espetáculos programados para o Núcleo de Cultura e Artes da UEPB, os espetáculos infantis no Sesc Centro e a mostra paralela ‘Campina Performática’ terão entrada gratuita. Os demais, no Sesc Centro, custarão R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). As apresentações de Tânia Alves e Arnaldo Antunes sairão por R$ 30/R$ 15; R$ 40/R$ 20, respectivamente. Nos demais dias, as entradas custarão R$ 20/R$ 10.





Confira a Programação:

-PROGRAMAÇÃO DOS ESPETÁCULOS


-AGENDA DAS OFICINAS

Estará acontecendo workshop com grupos convidados, entre eles: CENA 11, QUASAR, MOVASSE e o Bailarino Wanderley Lopes. (Vou fazer todos Claro xD)
Depois volto pra postar fotos e videos do evento, E SE VOCÊ PODER, NÃO PERCA.

quinta-feira, 30 de junho de 2011

Xaxado

   Vou mostrar pra você que acompanham o Blog uma pequena mostra do meu trabalho
no Colégio Menino Jesus.
  Turma da 4ª série, com o Tema Xaxado. É claro que o nível de dificuldade da dança foi reduzido para
a idade dos dançarinos! PARABÉNS galerinha, fiquei bem orgulhosa de vocês.





Xaxado é uma dança popular brasileira originada nas regiões do agreste e do sertão do estado Pernambuco, muito praticada pelos cangaceiros da região, em celebração às suas vitórias. O nome é devido ao barulho das sandálias dos cangaceiros contra a areia do sertão.
Xaxado é uma dança de guerra e entretenimento criada pelos cangaceiros de Lampião no inicio dos anos 1920, em Vila Bela, atual Serra Talhada. Ainda na época do cangaço tornou-se popular em todos os bandos de cangaceiros espalhados pelos sertões nordestinos. Era uma dança exclusivamente masculina, por isso nunca foi considerada uma dança de salão, mesmo porque naquela época ainda não havia mulheres no cangaço. Faziam da arma a dama. Dançavam em fila indiana, o da frente, sempre o chefe do grupo, puxava os versos cantados e o restante do bando respondia em coro, com letras de insulto aos inimigos, lamentando mortes de companheiros ou enaltecendo suas aventuras e façanhas.
Originalmente a estrutura básica do xaxado é da seguinte forma: avança o pé direito em três e quatro movimentos laterais e puxa o pé esquerdo, num rápido e deslizado sapateado. Os passos estão relacionados com gestos de guerra, são graciosos porém firmes. A presença feminina apareceu depois da inclusão de Maria Bonita e outras mulheres ao bando de Lampião.

terça-feira, 28 de junho de 2011

A História do Forró

   A história do forró começou com o estilo xaxado, (por causa dos pés – a pisada), dança esta, que era coreografada individualmente, em 1920, no sertão pernambucano. Dizem que o bando de cangaceiros de Lampião foi quem levou o xaxado para outras regiões do nordeste, inclusive nos bailes do candeeiro ou o baile do fole, como era chamado carinhosamente a safona. Há a versão mais popular de sua origem, é que o nome forró significa For All (Para Todos): a de que o nome viria dos dizeres For All (em inglês para todos). A frase vinha escrita nas portas dos bailes promovidos pelos ingleses em Pernambuco, no início do século, quando eles vieram para cá construir ferrovias. Se a placa estivesse lá era sinal de que todos podiam entrar na festa, regada a ritmos dançantes que prenunciavam o forró de hoje, essa era a versão defendida por Luiz gonzaga. 


  Nestes bailes tocavam todos os tipos de música e também o ritmo precursor do forró atual. A segunda versão é dada pelo historiador e pesquisador da cultura popular Luís da Câmara Cascudo, que diz que a origem é o termo africano "forrobodó", que significaria festa, bagunça. Em alguns povoados pequenos do país (como na Ilha Grande- RJ ou na Ilha do Mel- PR) forró significa bailão popular ou arrasta pé, onde se dança de tudo. TUDO COMEÇOU “COM DOIS PRÁ LÁ, DOIS PRA CÁ".



Pra provar que nem é tão difícil assim, mesmo com muita resistência vou postar esse vídeo,
Baile do Studio FB, Forró Pé de Serra,
Casais: Amanda e André, Wesley e Rafaella.







sábado, 18 de junho de 2011

Ballet Adulto

    Geralmente, quando se pensa em ballet, vem logo à mente a imagem de uma bailarina jovem e esbelta, esbanjando leveza e graciosidade em suas piruetas pelo ar. A gravidade simplesmente parece não existir para elas. Mas, quem disse que para ficar na pontinha dos pés é preciso ter menos de 20 anos?
Longe de ser uma dança voltada apenas para garotas de ´tutu´ cor-de-rosa e esvoaçante, o ballet é uma atividade praticada por muitos adultos. E, antes que passe por sua cabeça outras idéias é melhor ir procurando outra desculpa para não dançá-lo. Mulheres e homens das mais diversas faixas etárias, com ou sem experiência, vêm descobrindo na maturidade os prazeres dessa arte renascentista, que preza pela suavidade e equilíbrio entre corpo e mente.



Dança para Todos!



terça-feira, 14 de junho de 2011

O Lago dos Cisne



Ballet em quatro atos baseado na versão francesa de um conto de fadas alemão.

Música: Piotr IIyich Tchaikovsky. 

Coreografia: Primeira coreografia por Julius Reisinger. Segunda coreografia e de sucesso por Marius Petipa ( atos I e III) e Lev Ivanov ( ato II e IV).

Estréia: Primeira apresentação em Moscou a 4 de maio de 1877, no Bolshoi Theater (versão de Reisinger). Segunda versão a estrear somente em 27 de janeiro de 1895, no Marijinsky Theater, em São Petersburgo. 

Elenco de estréia: Pierina Legnani (Odette-Odile), Pavel Gerdt (Príncipe Siegfried), Alexander Oblakov (Benno), Alexei Bulgakov (Von Rothbart). 

História
Ato I: Uma campina próxima ao castelo. É tarde. O Príncipe Siegfried organizou uma caçada para celebrar seu vigésimo primeiro aniversário. Os trabalhadores tiveram folga e organizaram um piquenique que o Príncipe prometeu ir, mas este foi interrompido pela Rainha, sua mãe, que o lembrou que era seu dever nesta sua maioridade de escolher uma noiva entre seis princesas. Quando o sol vai se pondo os trabalhadores vão indo embora. O Príncipe, triste em pensar que sua liberdade iria embora foi animado por Benno, que avistou alguns cisnes. O Príncipe, pensando que a noite é uma criança, vai à busca deles, e os outros caçadores vão embora. 

Ato II: Algumas horas depois, à beira do lago. Enquanto o Príncipe Siegfried adentra a floresta para caçar, vê um belo cisne a voar. Ele cuidadosamente o mira, mas, para sua surpresa, o pássaro se transforma na mais linda das moças, e ele se esconde por entre as árvores para observá-la. Incapaz de conter sua curiosidade, ele aparece e a assusta. Ele assegura que nenhum mal irá fazer para com ela e a pede que explique o fenômeno que acabara de presenciar. 

Impressionada por sua gentileza, Odette revela a história de sua situação. Ela conta que é uma Princesa nascida em berço de outro que foi enfeitiçada por um feiticeiro malvado e agora sua sina é ser um cisne ; apenas em algumas horas do escuro é que ela se transforma em humana. O lago em que habita foi formado pelas lágrimas de sua mãe.

Ela conta que está condenada para a eternidade, e somente se um jovem virgem jurar eterna fidelidade a ela e desposá-la, só assim ela se libertará. Mas, se ele a trair, então ela permanecerá um cisne para sempre. Neste momento o feiticeiro aparece. O Príncipe apaixonado pega seu arco e flecha, mas Odette imediatamente protege o feiticeiro com seu corpo, pois sabe que se ele for morto antes do feitiço ser quebrado, também ela morrerá. O feiticeiro desaparece, e Odette se esconde na floresta. Siegfried percebe que seu destino está agora mudado. A alvorada começa a aparecer Odette é tomada mais uma vez pelo feitiço, retornando a seu disfarce de cisne. Siegfried vai embora desesperado. 

Ato III: A noite seguinte, no Salão de Festas. Convidados de muitas realezas aparecem para a festa de aniversário, incluindo as seis princesas e seus dotes, de que a Rainha Mãe escolhera como elegíveis esposas para a mão de seu filho. 

A Rainha ordena que o entretenimento comece, e então convida as princesas a dançar. O Príncipe dança com cada uma. Sua mãe então o ordena que se decida, mas ainda com a memória de Odette, ele recusa todas, para desgosto da mãe. A fanfarra anuncia então a chegada do Barão Von Rothbart com sua filha Odile.

Siegfried, que se encanta com a beleza de Odile é seduzido por sua semelhança com Odette, e declara seu amor e fidelidade a ela. Rothbart e Odile, triunfantes, revelam sua decepção, e Siegrfried percebe que foi vítima de um plano malvado. Ele corre então no meio da noite. 

Ato IV: À noite na beira do lago. Todos os cisnes estão ansiosos pelo desaparecimento de Odette. Ela aparece e conta do plano de Rothbart, dizendo que antes do amanhecer ela deve morrer. Houve-se o barulho de um trovão. Siegfried a acha e implora seu perdão. 

Enquanto o amanhecer se aproxima, Rothbart aparece mais uma vez disfarçado de feiticeiro. Odette conta a Siegfried que ela deve se matar, ou então será eternamente um cisne. Siegfried, sabendo que seu destino está mudado para sempre, declara que ele irá morrer com ela, assim quebrando o poder de Rothbart. Os apaixonados se jogam no lago. Rothbart recebe um choque mortal e todo o seu poder está acabado. Enfim, o casal estará unido para sempre na vida após a morte.

Fonte de pesquisa: FEC - Unicamp


Assita Também:
O Lago dos Cisnes
Companhia: Ópera de Paris
Ano: 1992
Bailarinos Principais:
Marie-Claude Pietragalla como Odette/Odila
Patrick Dupond como Siegfried



videosdeballetclassico.blogspot

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Let's Go Dance



  
  Grupo de Dança Formado em 2008,tendo como integrantes 12,formado apenas por mulheres,participamos de um festival no Estadual da Prata (Escola),1 mes depois nos convidaram para dança no Shopping Luiza Motta,tbm participamos de uma peça de teatro chamada HOMO Erectos,no mesmo ano participamos de um FESTIVAL aqui na cidade,levamos a premiação como Terceiro lugar,Melhor Trilha Sonora,e uma de nossas integrantes levou o premio de Melhor Dançarina.No final do ano fomos convidados a participar de um festival em João Pessoa.




   Em 2009 o grupo mudou,diminuiu-se a quantidade de integrantes para 8,tento a inclusão de homens,Participamos do FESTIVAL DE INVERNO DE CAMPINA GRANDE.
  Em 2010,Participamos do FESTIVAL DE INVERNO DE CAMPINA GRANDE novamente,Fomos convidados a participar da Xl Noite Cultural no Bairro de Santa Rosa..
  



Agora em 2011 estamos com 4 integrantes,com varios sonhos e realizações..participamos recentemente com a Peça Homo Erectos,e temos mais coisas pela frente,tudo isso com fé em Deus e muito Trabalho..
   Obrigado primeiro a Deus por tudo..
  E a todos que gostam do nosso trabalho e nos acompanham.










Atenciosamente Let's Go Grupo de Dança.





--->  FaceBook
--->  Orkut


Let's Go Dance
Campina Grande-PB

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Dancehall- Ragga

    Ragga é um gênero de música eletrônica surgido através de influências do Dancehall, na Jamaica, em meados dos anos 80, sendo Wayne Smith considerado o primeiro a gravar uma música no estilo.
    O Ragga assemelha-se ao reggae, porém partes da instrumentação (ou a maioria vasta dela) são digitais. O estilo é geralmente associado com o dancehall. “Ragga” é a abreviação para o “raggamuffin,” originalmente um termo usado pela juventude do ghetto de Kingston.
    Durante os anos 90 o ragga remanesceu firmemente como o som mais popular para os dancehalls Jamaicanos. Começou a incorporar técnicas de amostragem do hip-hop, e diversos de seus artistas marcaram batidas do cruzamento nos Estados Unidos; o ragga era também uma influência importante na cena prosperando da selva/drum'n'bass do Reino Unido, porém o Ragga não é considerado parte do movimento hip-hop.


    A popularidade do dancehall gerou vários passos de dança que ajudam a dar mais vibe nas festas e deixam as performances de palco mais energéticas. Muitos dos passos vistos em videos de hiphop na verdade são variações de passos do dancehall. Várias crews de dançarinos ganham notoriedade ao criar e popularizar esses passos e muitos deejays como Elephant Man e Beenie Man escrevem letras sobre os novos passos de dança que surgem.
    E a presença das Dancehall Queens executando passos de dança também ajuda a elevar a cena dancehall a outro estágio. Com muita sensualidade em seus trajes, as vezes essas dançarinas podem chegar a beirar a vulgaridade. Sempre vistas com muito profissionalismo nos Concursos onde concorrem a grandes prêmios - e acabam ganhando fama e status - as Dancehall Queens são mais um exemplo dessa Cultura complexa, escrachada e muito divertida. Um fato curioso é que o Japão é um dos poucos países onde algumas Dancehall Queens chegaram a vencer importantes Concursos na Jamaica, se tornando top celebridades no circuito dancehall internacional.



E pra quem ficou curioso, tá aqui uma pequena mostra:




video

sábado, 28 de maio de 2011

Curso de Dança Contemporânea

Curso de Dança Contemporânea com Erik Breno.
Contato: 3337- 5199






O que é dança contemporânea?

    Mais que uma técnica específica a dança contemporânea é uma coleção de sistemas e métodos desenvolvidos da dança moderna e pós-moderna. O desenvolvimento da dança contemporânea foi paralelo, mas separadamente do desenvolvimento da New Dance na Inglaterra. Distinções podem ser feitas entre a dança contemporânea Americana, Canadense e Européia.


    Dança contemporânea não é teatro, nem cinema e muito menos literatura, não precisa de mensagem, de histórias e uma trilha sonora completa, como ocorre na dança clássica, onde o bailarino geralmente executa coreografias prontas e segue um roteiro coreográfico pré-concebido, diferentemente da dança contemporânea onde o corpo em movimento estabelece sua própria dramaturgia, musicalidade e história, criando outro tipo de vocabulário e sintaxe.


    Num mundo em constante mudança, onde se tem diariamente tantas conquistas e descobertas sobre nós, ficar tratando a dança como apenas uma repetição mecânica de passos bem executados é reduzi-la a algo menor, ou seja, assim como as pessoas mudam durante o tempo, a dança também muda.
Portanto, o ser humano pode usufruir mais de suas habilidades criativas e ir bem mais longe. Esta é a proposta da dança contemporânea, na medida em que dá mais liberdade ao bailarino, o incentiva a ir além dos seus limites e a cada dia evoluir junto com a dança.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

Bailarinas Paraíbanas em Joinville

Andressa Mendonça de Farias
15 anos
6 anos e meio de Ballet
Estudante nas Escolas Palasc e atualmente Studio de Dança Fernanda Barreto
Histórico de Espetáculos: "A fábrica de brinquedos" (2007),

 "As estações" (2008) onde dancei o primeiro Pas de Deux, Mirlitons adaptado por Fernanda Barreto 
e ganhei o prêmio de "melhor bailarina"! "No mundo de Alice, tudo dança" (2010)
4 Solos: Paquita, Harlequinade, Lágrima, Odaslisca.
Viagens: Fortaleza (2009) 3º lugar "Calungas"
 
e preparando pra Joinville.






Thais Nicole Emim Pinto   
14 anos
4 anos e meio de Ballet
Estudantes nas Escolas Fundação Suellen Carolini 

e Studio de Dança Fernanda Barreto onde está atualmente.
Histórico de Espetáculos:
As estações; A Magia da Dança; Éttudes e Le Jardin Animeé; 

Da Ponta da Língua à Ponta do Pé; No Mundo de Alice tudo Dança
3 solos: Satanella; Gisele 1° ato; La Fille Mal Gardeé
Viagem: Ballace (Camaçari - BA) e preparando pra Joinville.






Entrevista Rápida

Ritmo& Freqüência: Sabemos que a PAIXÃO pela Dança muitas vezes não começa a princípio. Teve algo na vida de vocês que marcou esse começo?

Andressa: Uma anja, que considero uma segunda mãe, fez minha inscrição para um teste de bolsa em uma escola de ballet. Eu fiz e passei! A dança já entrou em minha vida dando surpresas... Até hoje ela me surpreende!

Nicole: - Eu que pedi pra minha mãe me colocar no ballet. Ela achava que era só ''fogo de palha'' e que eu não duraria muito tempo. Mas, as conquistas desse ano e o prazer em dançar me fizeram não desistir.

Ritmo& Freqüência: Nesse vida de tanta dedicação são necessárias algumas renuncias. Qual foi a coisa mais difícil de deixar um pouco de lado para uma dedicação a mais no Ballet?


Andressa: -Não sair para certos lugares com amigos por que tenho ensaio, dá aquele cochilo à tarde depois do almoço. Acho que esses foram os fatores mais difíceis de abandonar.

Nicole: - A vida social. É difícil ter que deixar de sair com os amigos e fazer coisas que pessoas ''normais'' fazem por ter ensaios e aulas. 

Ritmo& Freqüência: Agora visando mais a Aprovação em Joinville. Vocês esperavam por esse resultado?

Andressa: -Meu pensamento sempre foi muito positivo! Eu batalhe por isso, como todas as outras batalharam. Eu entreguei toda minha confiança a Deus, pois só Ele sabe o que é melhor para cada um!


Nicole: - Não mesmo! Eu não tinha a mínima esperança, mandei o vídeo sem nenhuma expectativa e já tinha até me conformado caso não passasse. Foi um choque imenso, mas uma alegria maior ainda quando soube da notícia!

Ritmo& Freqüência: Qual foi a primeira reação depois de receber a notícia?

Andressa: -Gente, eu tava dentro de um ônibus lotaaaaado, quando Fernanda liga e diz: “-Tu passou!!!”
Eu não sabia se gritava, se chorava, se pulava, se descia do ônibus e saia correndo... Depois de cinco minutos, Nicole me liga: “- aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa djdbsjsnfokfghergsbcxjfhebn passamos!”
Pois é, eu também não entendi nada que ela falou, mas imaginei o tamanho da felicidade.
Sinceramente, foi a melhor sensação que já senti em toda minha vida!
Enfim, controlei minhas energias até chegar em casa e ver o resultado... CHOREI MUITO, estava tremendo, com os nervos a flor da pele kkk. Foi ótimo!


Nicole: - Eu primeiramente não acreditei, mas depois comecei a pular feito uma louca no meio da rua. As pessoas que passavam ficavam me olhando e provavelmente pensando "Essa menina é maluca!".

Ritmo& Freqüência: E agora, qual expectativa pra essa viagem?


Andressa: -Mais empolgada do que nunca... Estou contando os dias para viajar!

Nicole: - Eu já estava ansiosa antes de saber, pois os cursos, as vivências, os aprendizados, são de extrema importancia. Já seria ótimo sem ter a oportunidade de dançar, agora então, vai ser maravilhoso. Acho que tenho muito a aprender!

Ritmo& Freqüência:
*5 palavrinhas...
1: Um ídolo
2:Uma cor
3:Um sabor
4: Um livro
5: Um defeito.


Andressa:
1: Whitney Jensen
2: Preto
3: Melancia
4: Não
5: Me deixar desestimular rapidamente.



Nicole:
1: Natalia Osipova
2: Preto
3: Chocolate (kkkkk, não pode ok?)
4: O morro dos ventos uivantes
5: Teimosia

Ritmo& Freqüência: Agora está aberto um espaço pra vocês falarem o que desejarem. Agradecimentos, Ansiedades, Histórias, Dicas... Enfim. falem...

Nicole: - Eu só tenho a agradecer, em primeiro lugar a Deus, porque sem ele nada seria possível. Em segundo lugar a minha família por estar sempre me estimulando e fazendo de tudo para que eu continue fazendo essa arte. E em terceiro lugar a Fernanda, pois ela é quem proporciona todas essas oportunidades maravilhosas e quem nos ajuda a crescer . E eu queria dizer que nunca desistam de tentar, pois um dia seu momento chegará e você vai poder concretizar seus maiores sonhos!










   O Ritmo&Freqüência parabeniza as 2 bailarinas pelo reconhecimento do seu esforço com a aprovação em Joinville, e ao Studio de Dança Fernanda Barreto por ser a 1ª e unica Escola de Dança da Paraíba a participar do maior Festival de Dança do Mundo.